Estamos ON
COVID-19_ARSN
Estamos_ON
Vacinacao
previous arrow
next arrow

NORTE 2020 viabiliza 30 milhões de euros de financiamentos europeus em infraestruturas de Saúde na Região

O investimento total de 50 milhões de euros abrange 20 projetos que beneficiam toda a Região. Praticamente metade destina-se a equipamentos e tecnologias para serviços de oncologia.

A CCDR-NORTE apresentou esta quarta-feira um dos mais completos e robustos pacotes de sempre de financiamento comunitário a infraestruturas e serviços de Saúde no Norte.

Ao todo, a CCDR-NORTE aprovou, ao abrigo do NORTE 2020 (Programa Operacional Regional do Norte), um conjunto de apoios dos fundos europeus que ascende a 30 milhões de euros, distribuído por 20 projetos, num investimento total de 50 milhões de euros.

Nesse pacote de investimentos, destacam-se as apostas nos cuidados de saúde oncológicos, primários (de cariz familiar), de apoio à infância e maternidade e em serviços de Urgências hospitalares. Cerca de metade dos apoios comunitários atribuídos (acima de 13 milhões de euros) destinam-se à aquisição de equipamentos e tecnologias para serviços de diagnóstico e tratamento de oncologia.

“Os cuidados de saúde pública são um pilar da qualidade de vida, da coesão social e da competitividade de uma região. No Norte, reconhecemos a necessidade desta aposta e estes financiamentos são a consequência prática dessa aposta”, refere o Presidente da CCDR-NORTE, António Cunha.

A dimensão regional de parte importante destes investimentos, em áreas estratégicas como os tratamentos de oncologia e os cuidados de infância e maternidade, e a aplicação de parte destes financiamentos em concelhos de baixa densidade, em unidades de saúde familiar, são aspetos valorizados pela CCDR-NORTE nesta decisão de financiamento.

Na esfera dos cuidados de oncologia, os investimentos abrangem a Área Metropolitana do Porto, o Alto Douro e Trás-os-Montes e o Tâmega e Sousa. A construção das unidades de Saúde de Moreira de Cónegos, em Guimarães, ou de Vieira do Minho, e a remodelação e ampliação da USF Antonina, em Vila Nova de Famalicão, são exemplos dos investimentos de proximidade.

“A saúde pública do Norte ficará assim mais forte, mais democrática, mais próxima e mais evoluída”, sublinha António Cunha. “Este será, também, um compromisso para futuro, expresso no próximo programa operacional regional NORTE 2030”.

Vídeo institucional
Saiba mais…
https://www.facebook.com/norte2020/videos/391934246081007

 

Voltar
RSE - Area Cidadão